segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Gota

Quem vê não imagina tamanho poder,
sua sina, sua força.
Quando a vemos cair num oceano, num mar,
Vemos desaparecer, e nem pensamos.
Se cai na rua e rola, ninguém percebe nem chora...
Gota, que o calor evapora.
Gota que como a faisca inflama,
mas basta a gota
para apagar o fogo que começa a queimar.
Não penses que a gota é
pobre, que não tem vida,
pois quando a vida está indo,
a gota é sorte que vem vindo.
Gota que cai de mansinho, e com força se solta,
mergulha no rio, trazendo a vida de volta.
Visão que se vai.
Todos somos gotas, neste Universo.
Somos todos imensidão deste verso.

2 comentários:

Phoby* disse...

Mimo para ti no meu blog ^^

Lordiesil disse...

GOSTEI MUITO DE SEU BLOG!
E ESTOU FAZENDO UM TEXTO PARA O MEU BLOG www.hacondicoes.blogspot.com sobre vamos dizer gotas, gostaria de saber se vc me autoriza usar esse poema? pra acrescentar ao meu texto.
:D
aguardo resposta
Adolfocaetanojr@hotmail.com